Leitura

A partir de um panorama ético do mundo antigo e de sua transformação por meio da filosofia e do monoteísmo, a obra examina as contradições que marcaram a ruptura com os valores do passado e lança as bases de uma nova ética. Dedica-se aos conflitos ideológicos e institucionais que tiveram início no século XVI, examinados à luz do pensamento filosófico de Hobbes, Locke, Rousseau, Hume, Kant, Hegel e Marx, entre outros, não sem contemplar ainda a trajetória de vida de figuras modelares, como São Francisco de Assis e Gandhi. Por fim, expõe os princípios e as instituições que deverão nortear a fundação do que chama de "sociedade universal do gênero humano".

Fábio Konder Comparato é jurista doutorado pela Universidade de Paris, professor titular da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo e doutor honoris causa pela Universidade de Coimbra.