Leitura

Mediação de conflitos e práticas restaurativas

Obra recomendada para estudantes, professores, advogados, membros do Ministério Público, juízes, líderes comunitários, políticos, empresários, prestadores de serviços, terapeutas e empreendedores de organizações sem fins lucrativos; dentre outros.

Trata, dentre outros assuntos, da teoria e evolução histórica do conflito, resolução adequada de disputas, o Novo Cópigo de Processo Civil e a lei de mediação, negociação e modelos de mediação, programa de mediação comunitária e casos para a mediação simulada. 

Carlos Eduardo de Vasconcelos é graduadoem Direito pela UNICAP, mestre e em Direito das Relações Sociais pela PUC/SP e diplomado pelas Universidades de Harvard, Georgia e FGV. É conselheiro do CONIMA e do Instituto de Certificação e Formação de Mediadores Lusófonos. Integra o quadro de mediadores do Centro de Arbitragem e Mediação da Câmara de Comércio Brasil-Canadá, da Câmara de Mediação e Arbitragem Empresarial e do CEMAPE. 

Psicologia jurídica

Aborda questões emocionais que cercam os envolvidos nos litígios, além dos próprios operadores do Direito, nos diversos campos da seara jurídica, especialmente os relacionados a conflitos familiares, ações penais e trabalhistas.

Trata das funções mentais superiores, saúde e transtorno mental, adolescente e a relação com o judiciário e a sociedade, julgadores, vítimas e instituições de exclusão, estudo da violência e do delinquente, pscicologia e o Direito Civil e Penal, Direitos Humanos e Cidadania.

José Osmir Fiorelli é graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e em Psicologia pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). Pós-graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas (FGV). 

Rosana Cathya Ragazzoni Mangini é mestre em Educação. Psicóloga e Bacharel em Direito. Especialista em Psicologia Jurídica. Professora em cursos de graduação e pós-graduação em Direito e Psicologia. 

Quintana de bolso

Antologia de cerca de 200 poemas de Mário Quintana. A seleção é de Sergio Faraco, que revela ao leitor uma parte significativa da obra de Quintana. Transitando, habilmente, por temas do cotidiano e sugerindo uma reflexão sobre as questões mais interessantes da vida - como o passado e a morte -, Quintana consegue se expressar de maneira simples e comoventemente terna, num lirismo ao mesmo tempo encantador, realista, crítico.

Mário Quintana foi um dos maiores poetas brasileiros da segunda metade do século, ocupando a restrita galeria de grandes poetas que obtiveram enorme reconhecimento popular, como Vinicius de Morais, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles e Manuel Bandeira. Escreveu algumas obras-primas da poesia brasileira como os livros A rua dos cata-ventos (1940), O sapato florido (1947), Espelho mágico (1948), O aprendiz de feiticeiro (1950), entre outros.

*Com informações da Saraiva

Trabalho escravo no Brasil contemporâneo: entre as presas da clandestinidade e as garras da exclusão

Pondera sobre a situação do trabalho escravo praticado atualmente no Brasil, revelando que os dispositivos aparelhados para a garantia da dignidade humana, atrelado s à dignidade do trabalho, padecem de ineficácia.

Evidencia as ações concretas que visam à erradicação do trabalho escravo por meio da evolução de políticas públicas e do combate jurisdicional e institucional, fazendo-se cumprir com os acordos e convenções firmados entre o Brasil e a ordem internacional de proteção dos direitos humanos.

Elisaide Trevisam é doutoranda em Filosofia do Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Mestre em Direitos Humanos. Especialista em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho. Advogada. Professora Universitária com experiência acadêmica na área do Direito.

United Kingdom Bookmaker CBETTING claim Paddy Power Bonus from link.